A monotonia é o principal adversário da motivação

A monotonia é o principal adversário da motivação

Muita gente se queixa da rotina do trabalho. Vale lembrar que rotina não é sinônimo de monotonia. O que faz com que haja um enfado em relação ao cotidiano profissional é a monotonia, não a rotina.

A rotina pode ser, inclusive, altamente libertadora.

É ela que permite a organização de uma atividade e, portanto, a utilização inteligente do tempo. A rotina garante maior eficiência e segurança naquilo que se faz.

Por exemplo, quando entro num avião, espero que o mecânico tenha seguido a rotina, que o piloto e o copiloto façam o mesmo, bem como o encarregado de abastecer a aeronave. A rotina consiste numa série de procedimentos-padrão com os quais um processo se completa. E esse nível de repetibilidade é o que torna a rotina mais adequada.

Uma orquestra sinfônica será tão melhor quanto mais acurada tiver sido a leitura da partitura da peça ali colocada.

O trabalho rotineiro é um trabalho organizado, estruturado. O que, de fato, faz com que haja um enfado, um tédio, é a monotonia. O perigo é quando a rotina ser algo que me prepara melhor para aquilo que estou fazendo e passa a ser algo no qual eu não presto mais atenção, Isto é, quando a repetibilidade se torna autismo, Há uma diferença entre a rotina, na qual eu faço uma atividade notando a sequência correta e a completo, e a monotonia, em que a faço sem perceber.

Nessa hora a motivação falece, Seja qual for a profissão.

Um musico que tem uma rotina de viagens de shows, ao fazer isso de modo automático, quando está no palco e a cabeça está em outra frequência em que ele não vê a hora daquilo acabar, é então que começa o desgaste.

A monotonia é a morte da motivação!

Isso vale tanto nas relações afetivas como nas de trabalho. Não é por acaso que as pessoas que gerenciam no ambiente de trabalho procuram fazer com rotina tenha um padrão de sequência, de completude, mas tentam alterar a situação quando veem o de virar monotonia. Algumas empresas, como lembrei antes, têm o hábito de fazer um rodízio nas funções, em determinados momentos, de modo funcionário ganhe um distanciamento em relação àquilo que fazia e possa retornar à atividade sem ficar automatizado no processo.

O automatismo é distrativo, Isso serve até para ver televisão, Quando o escritor mineiro Fernando Sabino dizia, de maneira genial, que "a televisão é o chiclete dos olhos, era para descrever o estado em você site a algo e não retém nada do conteúdo exibido.

Na leitura, quando lemos de forma automática, chegamos ao pé da página do livro sem lembrar de que estava nas linhas superiores. Já a leitura rotineira é aquela em que você pega o material e vai lendo em sequencia, procurando fruir. Quando você se distrai, sinal de que ela se tornou automática.

Por isso, quando se precisa estudar e reter conteúdos há uma recomendação de seguir a leitura com um lápis, com uma caneta marca-texto ou mesmo com o dedo. Eu faço isso, se o livro for meu. Pode parecer arcaico, mas esse é um princípio básico de conexão neurológica.

 

Se leio seguindo com o dedo, não vou perder a atenção. Se coloco só os olhos no papel, e passei do estado da rotina para a monotonia, a leitura se torna automática.

Nesse sentido, o que as pessoas mais reclamam no dia a dia é de um trabalho automatizado mentalmente e não pela máquina. A finalidade da tecnologia e da robotização é exatamente liberar a gente desse trabalho monótono. A rotina é absolutamente necessária.

Qualquer paciente que entre num centro cirúrgico deseja que toda a equipe ali presente siga a rotina. Que faça a contagem de quantas gazes foram retiradas do paco te e quantas foram dispensadas no descarte, de modo que se tenha certeza de que não ficou nenhuma dentro dele.

Eu acho interessante que num hospital com uma estrutura mais organizada seja colocada uma pulseira com um código de barras no paciente. Mesmo que el fique internado uma semana, e todos os dias encontre a mesma enfermeira, é ótimo que ela cheque a pulseira, olhe novamente o medicamento que foi prescrito. Essa rotina é absolutamente necessária.

Uma das coisas mais perigosas em relação à monotonia é a distração. Ela faz com que você arrisque a sua integridade ou a da estrutura do negócio, da operação do que está sendo feito.

No mundo da aviação há um nome para isso em relação ao piloto. Enquanto está "na rotina", ele está atento. Se entrar num processo de monotonia, permite que a fadiga venha à tona. Esse é o estado faz com que o profissional se equivoque, demore a encontrar soluções, retarde a adoção de um procedimento, por que o nível de distração foi elevado.

Seja na relação afetiva, seja na relação de trabalho, você é distraído quando é capturado pela monotonia. Por isso, a monotonia é o principal adversário da motivação.

Compartilhar:

Comentários

  1. Elis Salles

    Jundiaí-SP

    ORGANIZAR É CONVIDAR O ESSENCIAL PARA ENTRAR. É através do nosso propósito que encontramos soluções e sentimento de realização.

Deixe seu Comentário

Treine Sua Mente

  • Como Treinar sua Mente e suas Emoções
  • Treinamento para você adquirir Confiança, Controlar a Ansiedade, o Estresse e as Emoções.SAIBA MAIS

Madame Sobral

  • Madame Sobral Semi Jóias

Refúgios no Interior

  • Refúgios no Interior - Seu Guia de Viagem em SP
Psicologia Jundiaí - Itupeva

"Dica da Psicóloga"

O livro “Treine sua Mente” ajudará no processo do autoconhecimento, desenvolvimento pessoal e a lidar melhor com suas emoções
O cérebro pode ser domado como o corpo. Você sabia que existem exercícios para adquirir confiança, controlar a ansiedade, o estresse e as emoções?
O obejtivo deste livro é proporcionar aos leitores um encontro consigo mesmo, com suas limitações e com seus dons, evoluindo a cada dia.
Aqui você vai encontrar exercícios que vão te auxiliar nesta incrível descoberta de si mesmo.